Coisas da Arte Educação

Processo Criativo x Processo Expressivo

( Cutucando Hipóteses para Pensar e Explicar Coisas )

Cupcakes

Experimente: põe lá no Google só pra tirar a teima. Tem de todo tipo. De chocolate. De creme. De café. Com cobertura de chantily. Ou de gemada. Ou de cocada. Tem cupcake branquinho. Vermelho-moranguinho. Azul. Verde. Tentações irresistíveis para os olhos. Cheios de estrelinhas. Corações. Gatinhos!

Pensei: é só mais um bolinho. E me lancei na jornada, em pleno meio da semana, com as mais bonitas inteções. Comprei até uma revista da Palmirinha, só com receitas de cupcakes. Trabalheira que foi em vão. A primeira “fornada” fez a massa crescer, crescer e acabou derramando nas grades numa lambuzeira total. Mudei pro microondas. Ficaram duros como uma pedra. E então eu tomei minha primeira decisão de 2013: Eu nunca mais vou tentar fazer cupcakes!

Mesmo que não se sujeite a um manual ou a um mestre, aquele que faz “a coisa”, para ser autêntico, deve desenvolver um processo que se torna exclusivo, pessoal. E ninguém “desenvolve” seu processo criativo porque uma instrução ou aula lhe facilitou ligar e desligar um interruptor mágico no cérebro  tornando-o capaz de ir além de seu limite expressivo. É preciso ultrapassar a barreira do “não quero”.

Preste atenção: o que disse a pouco não só revela que você nunca comerá aquelas “coisinhas doces” feitas por mim como também que “não quer” em Arte, não faz.

Suponhamos que alguém poderia dizer:

“Mande-me um arquivo SVG de cupcake que vou decorar uma festinha.”

Se você não domina essa linguagem não vai compreender nada. Se já se familiarizou com mídias de imagem digital até pode ler as entrelinhas. Afinal, de certa forma, a pessoa também diz,que ainda não conseguiu desenhar seus próprios arquivos no aplicativo padrão de sua máquina de corte de papel. Entendeu?

É isso que devemos ler quando avaliamos o processo expressivo.As entrelinhas.

E cópias não passam de cópias. Se você copiar para mostrar só o que copiou, azar o seu! Você não tem o que se chama “Propriedade”. Porque não quis ultrapassar o esforço que o exercício exige.

De resto, concordo que “processo criativo” é algo bastante polêmico. Tem muita literatura por aí que já fala disso. Prefiro falar do Processo Expressivo – que é outra coisa. Não é o mesmo bolinho.

A bagagem , se posso chamar assim, que cada um de nós traz orienta o Processo Expressivo além do querer,  permitindo que consideremos que determinado cartão, desenho, gráfico de bordado em ponto cruz ou até um verso, foi “criado” por aquele artista e não outro. Numa ou outra fase desse processo, intermediária ou avançada, aconteceu a construção da coisa. Que fica recheada de ingredientes especiais com características bem definidas de sua expressividade. Com indicadores de um caminho escolhido, com o rastro de seu próprio veículo. E que resulta num formato novo.

Somos pessoas e não uma Silhouette, uma Cricut, uma Elgin, um Regent, um HP … Como pessoas poderemos “programar” nós mesmos as nossas próprias rotinas. Vamos “funcionar” de acordo com nossa identidade pessoal e sua vasta extensão de conexões nas relações  de nossa experiência vivida.

Por isso não aceito quando alguém diz: “Eu não sei desenhar”.

Gosto de propor exercícios gráficos em forma de desafios. Mesmo que eu use algo meu como modelo. Dado de graça, sem garantia de que editem meu nome ao lado. Servirá para ampliar as referências do Processo Expressivo. Permitirá dominar o uso de uma ferramenta nova e lhe dará a faculdade  de “dar vida” a uma coisa sua: a representação gráfica.

Acredito que todos nós poderemos superar nossos bloqueios e sair de categorias tais como: “iniciante”; “marujo de primeira viagem”; “pré-esquema”… E sermos, enfim, “inéditos”!

Releituras são válidas também. Mas nem sempre com o valor de mercado que uma obra de arte original atinge. Pense nisso. E aproveite meu cupcake digital, que vai desafiar você  (no link da galeria).

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Coisas da Arte Educação

  1. cliquei em alguma coisa lá no blog e vim parar aqui! Quantos porões escondidos tem este navio?

Deixe um comentário aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s